sábado, 16 de setembro de 2017

QUADRA DO DIA

Esta "Poesia, um dia"
Tem momentos p'ra reviver
Com natural e sã alegria
No lugar que me viu nascer.


TRAGÉDIA EM CASTELO BRANCO

Atropela, mata e foge.
Identificado, detenção imediata.
Sentença há que tal enoje,
A punição mais barata:

Apresentação bissemanal,
Decreta, o meretissimo,
Deixando à solta um animal.
Brado a Deus, no altíssimo!

Pelo que ouvi dizer,
O criminoso sem carta,
Fugiu após mal-fazer.
Disto, a sociedade está farta.

Se há por cá tal justiça,
Lanço um impropério:
Chiça!
Desabafo, "à Silvério"!

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

QUADRA DO DIA

Palavras leva-as o vento
E para longe elas irão
Se vazias, sem cabimento,
Não tiverem boa razão!

FÉRIAS

Ir de férias para fora
Com tudo bom cá dentro?
Depois, até a alma chora
Quando levados pelo vento!...

MISERICÓRDIA DE RÓDÃO

Ser velho não é pecado.
O digo, em jeito de recado
E me dirijo a quem de direito.
Qualquer que seja a idade
Vivam com esta acuidade:

Haja muito respeito
Tratem dos velhos a preceito.

É o que aqui acontece
E tal verdade se reconhece.
Porque o gesto de fazer bem
Será gostoso recebe-lo
E não olhar a quem.
Prova, Caridade e desvelo!

Parabéns pois às senhoras
Que aqui em todas as horas
Vos dedicam a melhor atenção.
Nas Misericódias é bom saber
O que nos dá tanto prazer:
Há carinho, amor e dedicação!


UMA PEQUENA HISTÓRIA

Aqui há gato!
E foge o rato
Com ligeireza.
Histórias d'encantar
Que ouvia no meu ninar.
Hoje, há nova certeza!

MENINOS À ESCOLA

O novo ano escolar
Já voltou a revelar
"Misérias" do costume.
Será assim noutros países
Com os jovens e petizes
A ver que ninguém assume?

A mesma prática de sempre
Mantém a classe dormente
E só acorda, fora d'horas?
Isto em país secular
Facto que nos faz suspirar,
Neste Ensino sem melhoras?