sábado, 17 de fevereiro de 2018

QUADRA DO DIA

Vivo em país por governar
Com meios de justiça plena
Pois não basta só desejar ...
Quando a intenção é pequena!

É POR ESSAS ...

Por essas e outras misérias
Nos contagiam com bactérias
Onde menos são esperadas.
Num hospital, por exemplo!
Em dia de mau momento,
Quantas, as pessoas infectadas?!

A PROCURA

Procuro encontrar o dom
Que me eleja como bom.
Tento mas não consigo.
Cada um é como cada qual,
Para o bem ou para mal.
Merece prémio ou castigo!

BEM-VINDOS

À Leceia poética,
de rimas sem métrica
no dizer de um Beirão.
Filho adoptivo e presente,
no afirmar o que sente,
com verdade, e gratidão!

DESCRENÇA

Somos como o "país da Alice"
Tantas maravilhas sem chatice!
Seria bom mas não é assim.
Nem as palavras promissoras
Sustentam verdades pecadoras.
Maus princípios, com pior fim!

P.S.D.

O renovado Partido
À partida, dividido,
Vivendo duas opções.
"Coelheiros" de um lado,
Um outro, contrariado,
No aumentar, confusões!

A corrente de um rio
aguentará o desafio?

A SAÚDE SEM DINHEIRO

Esta é mesmo, por demais!
Transferidas verbas chorudas
Para "alimentar" hospitais,
Às despesas, só há recusas.

A governar assim
se atingirá um bom fim?